SAIU O ORIGINAL DA CAPA DE ENTROPIA

Entropia, a HQ baseada na banda de metal progressivo Pain of Salvation tem sua capa. Ainda no lápis de Felipe Watanabe, a capa já está sendo trabalhada pelo arte-finalista Carlos Eduardo Ferreira e depois passará pelas mãos do colorista Salvatore Aiala. Aguarde-a com o trabalho desses primorosos artistas mais para frente.

Enquanto isso, o roteirista Emílio Baraçal continua em conversas com o vocalista, guitarrista e líder da banda, Daniel Gildenlöw e com um editor para detalhes do esquema de crowdfunding do projeto. Estão preparando muitos bônus bacanas com material do grupo.

EMÍLIO BARAÇAL EM PALESTRA SOBRE O MERCADO DE QUADRINHOS

ZAP! HQ NO QUADRIMCAST!

No Quadrimcast #5, o editor-chefe e roteirista Emílio Baraçal foi o convidado do programa para falar do relaunch da DC Comics e saiu de lá convidado para um futuro programa para falar sobre o Zap! HQ e agora a missão foi cumprida.

Ele é o convidado da décima edição do Quadrimcast, agora revelando de uma vez por todas os nomes por trás do Zap! HQ. Para ouvir o programa, clique aqui.

Se você estiver com pressa, é só olhar no novo link “autores” para ver os nomes, clicando aqui. E para ver a equipe administrativa, clique aqui.

ZAP! HQ NO FIQ 2011

Um recadinho do editor-chefe Emílio Baraçal, junto a algumas imagens, entre desenhos e esboços:

COSMOS TEM EQUIPE CRIATIVA COMPLETA

O Zap! HQ orgulhosamente apresenta Matheus Lopes como o colorista oficial de Cosmos, um dos quatro títulos – junto com Anarquia, Os Bandeirantes e Arkanus – da nossa linha de super-heróis, colorindo o trabalho do desenhista Geraldo Borges e do arte-finalista Denis DYM Freitas. E a primeira arte completa dessa equipe você confere agora na ilustra que acompanha a notícia.

Lopes agora conta a ansiedade de trabalhar com alguns dos melhores artistas brasileiros: “Sobre o Geraldo, o que basicamente todo mundo acha: a arte do cara é de tirar o fôlego. O Geraldo manda muito, prova disso é o sucesso que ele já tem lá fora. Além disso o estilo dele, apesar de único é mais puxado para o clássico de HQs, que é um estilo que eu tenho muito facilidade e prazer em trabalhar. Poxa, o Denis é um cara que apesar de novo, já tem experiencia com o mercado americano, e essa fato já fala por si só. Ele é versátil como um arte finalista deve ser, sem perder sua pegada. Além disso, eu já vi o que ele em pareceria com o Geraldo pode fazer e garanto que só vem coisa incrível por aí.”

Sobre a série, Matheus dá uma palhinha sobre o que esperar: “Bom, eu acho que tanto a série com o personagem Comos são únicos. A gente tem um montão de super-heróis por aí, tanto nos EUA quanto fora, mas nenhum roteirista ou universo, em particular parece mostrar como seria se eles existissem de verdade, ainda mais com o herói sendo um alienígena”.

“Isso mostra que Matheus pegou bem o espírito da coisa” – revela o roteirista Emílio Baraçal. “Sempre me incomodei que nos quadrinhos de super-heróis há zilhões de raças agindo na Terra e não são mostradas as consequências econômicas, religiosas, sociais, entre outras”, completa ele.

Matheus concorda com a visão adotada por Baraçal para a série: “Toda a sociedade e cultura mundial seria afetada, o mundo não seria o mesmo. Mas como ele mudaria? Essa é uma das propostas que Cosmos trás. Nossa série vai além de super-vilões, músculos e explosões. Ela vai mais fundo na conciência humana. E isso é algo muito interessante de se abordar como artista”.

Baraçal ainda acrescenta que está surpreso que o mercado ainda não tivesse descoberto o talento de Lopes. “Não sei como isso, de existir um talento desse nível longe dos olhos dos editores, aconteceu. Quando conheci Matheus e o trabalho dele, pensei que já era alguém veterano, há anos no mercado. O estranho é que eu não lembrava do nome. Já pensando em convidá-lo para o Zap! HQ, procurei saber mais e me surpreendi ao ver que era um desconhecido de apenas 19 anos apenas procurando um lugar ao sol. Com certeza ele brilhará não só em Cosmos, mas também no mercado americano. O trabalho dele não deve nada para os coloristas gringos”.

Geraldo Borges e Denis dão as boas vindas ao rapaz: “O Matheus tem uma excelente visão pra tons de cores, acredito que esse seja o grande diferencial do trabalho dele”, opina Geraldo. Já Denis revela:  “O trabalho dele é incrível. Matheus é genial. Ele tem umas cores que fazem o queixo de artistas grandes caírem e perguntar coisas como ´Nossa, esse colorista trabalha no mercado há quantas décadas?´. Ele faz um trabalho no no nível dos mais experientes coloristas do mercado americano. Ele é pra mim um dos mais promissores talentos do Zap! HQ. Mesmo sendo tão novo, tem um talento grandioso que me encanta cada vez que ponho os olhos nas cores que ele faz”.

Ao ler os primeiros capítulos de Cosmos, Matheus não poderia estar mais feliz: “Me senti empolgado! Senti a vontade de ver as páginas prontinhas pra poder arregaçar as mangas e começar a trabalhar nessa série incrível o mais rápido possível! Também senti que tenho nas mãos algo muito singular e bem feito, que sem dúvida será um sucesso”.

Baraçal completa dizendo porque sua preocupação com a arte de Cosmos e porque está mais do que feliz de ter Matheus à bordo junto de Geraldo e Denis: “O Cosmos é um híbrido de alienígena gray e humano. Queria que ele fosse diferente, aparentasse ser mesmo diferente. Não queria que fosse como o Superman, que é um alienígena e é visualmente igualzinho a nós. Queria que Cosmos realmente fosse, visualmente, uma mistura de duas raças, daí ele é albino, tem globos oculares totalmente negros, três dedos nas mãos e nos pés e um cabelo loiro quase branco. Fora que ele precisa ter uma maneira única de se mexer, de enxergarmos sentimentos em seu rosto. Geraldo é um desenhista bem sensível a esses nuances e como Matheus pegou bem a ideia da série e do personagem, estou feliz de que as pessoas certas estão nela”.

Geraldo corrobora a opinião de Baraçal: “A equipe de arte tem como objetivo sempre melhorar a etapa e, assim como acontece com a arte-final do Denis, o resultado das cores do Matheus só conseguem melhorar o resultado final”.

Se quiser conhecer mais trabalhos de Matheus Lopes, clique aqui.

Agora, se você ficou ansioso por mais novidades de Cosmos, Baraçal coloca a cereja no bolo: “Estamos planejando uma Twitcam com toda a equipe criativa de Cosmos para breve. Além disso, as primeiras páginas não demorarão muito”.

:: SOBRE COSMOS

Um meio-humano meio-alienígena busca sua própria identidade ao ter que interagir com um povo que tem medo dele, fazendo ambos aprenderem muitas coisas durante o caminho.

A existência de um meio-humano meio-alienígena mexerá com as bases da sociedade: economia, religião, cultura, filosofia, tudo será afetado de alguma forma. Haverá aqueles que buscarão uma melhor aceitação e aqueles que resistirão a essas graves mudanças, com o medo de que o mundo que sempre conheceram mude da noite para o dia.

Nascido de um parto normal, a mãe de Cosmos havia sido abduzia e fertilizada com espermas geneticamente mexidos pelos próprios alienígenas. Ao contrário das ditas abduções que terminam em fertilizações no mundo real investigado por milhares de ufólogos ao redor do globo, onde os alienígenas levam a criança embora, o experimento da vez foi ver como uma criança híbrida se desenvolveria crescendo na Terra.

:: SOBRE O ZAP! HQ

O Zap! HQ foi criado pelo roteirista Emílio Baraçal para desenvolver histórias em quadrinhos com foco no público jovem e jovem-adulto, misturando a nossa realidade e cultura com a temática dos super-heróis. A intenção é desenvolver um produto que, ao mesmo tempo, seja de qualidade e atrativo para o público, como também sustentável mercadologicamente. A partir deste ideal, foram desenvolvidos quatro títulos, que são o início do Universo Zap!HQ: Arkanus, Cosmos, Os Bandeirantes e Anarquia.

EMÍLIO BARAÇAL NO HQ E CIA

O programa de quadrinhos HQ & Cia terá como convidado o cabeça do Zap! HQ, o editor-chefe e roteirista Emílio Baraçal, que promete muitas novidades sobre Anarquia, Cosmos, Os Bandeirantes e Arkanus, além de contar como começou a empreitada.

QUANDO?

O programa é ao vivo, então anote em sua agenda: dia 24/09, sábado, às 15hs. Como fazer pra assistir? Pela web, tanto pelo link do HQ & Cia quanto pelo link da All TV, ambos logo abaixo.

SOBRE O PROGRAMA

O programa HQ & Cia, apresentado por César Freitas desde 2005, é hoje a fonte de informações de muitos apreciadores no que se refere ao mundo dos Quadrinhos, Cinema e DVDs. Com um tema tão abrangente, o programa consegue se sobressair pelo fácil acesso com os mais variados artistas em destaque nos dias de hoje. O programa tem exibição dois canais hoje, na internet: no canal AllTV (www.alltv.com.br) e no próprio site da HQ & Cia (www.hqcia.com). Utilizando as mais novas ferramentas de comunicação, o programa HQ & Cia. hoje atinge seu público-alvo de maneira eficaz, uma vez que o espectador não precisa apenas “assistir” ao programa, mas também INTERAGIR através de um chat no programa exibido pela All TV.

SOBRE O APRESENTADOR

César Freitas é um profundo conhecedor das Histórias em Quadrinhos, tanto no Brasil quanto no mundo. Tem fácil acesso aos artistas nacionais e já entrevistou diversos deles no programa HQ & Cia. Ele atua na organização de eventos ligados ao tema, há pelo menos 18 anos. César também foi apresentador de programas de rádio, falando sobre trilhas sonoras de filmes (Homevídeo) e fazendo críticas semanais de cinema (Americansat). Atuou também como colunista no Programa Metropolis da TV Cultura semanalmente e escreve uma coluna sobre HQ no jornal Radar Universitário.