Aula de Roteiro 24 – Guerra das Armaduras – Parte 4

Estou de volta para a análise da quarta parte de Guerra das Armaduras, uma das melhores histórias do Homem-de-Ferro.

“QUEM PROTEGE OS GUARDIÕES?”

ATO I

A história começa com o Steve Rogers testando seu novo escudo dentro das Indústrias Stark. Tony fez um escudo novo para ele depois que o governo retirou seu cargo e uniforme. O escudo está praticamente perfeito e Steve agradece.

Entretanto, Tony ainda está preocupado com a questão das armaduras ainda à solta por aí que contém, de forma ilegal, tecnologia Stark. O problema é que Steve, mesmo sem ser o Capitão América, não quer deixar de proteger o país que ama, razão pelo qual pediu um novo escudo e está usando outro uniforme. Se Steve souber que ele planeja atacar uma instalação do governo, pode ser que Steve tente impedí-lo. Na tentativa de deixar Steve preso a um dilema caso isso aconteça, Tony concordou em fazer o novo escudo.

A necessidade dramática de Tony aqui é dar cabo de seus planos em investir contra propriedade governamental sem envolver seu amigo.

A instalação que Tony quer atacar é a Gruta, prisão especial para criminosos super-poderosos. O lugar é guardado pelos Guardiões, policiais que usam armaduras especiais para lidar com os detentos locais. No passado, Obadiah Stane tinha tomado a empresa de Stark e, nessa época, tinha produzido vestimentas em massa para esses guardas. Tony quer evitar que a tecnologia contida neles caia nas mãos de algum supervilão dentro ou fora dessa prisão.

Tony e Rhodes vão para uma lanchonete para planejar como farão isso.

ATO II

“Coincidentemente”, quem está na mesma lanchonete é Steve Rogers. Ele ouve toda a conversa e pede para que Tony não faça isso. Esse é o ponto de virada I. Tony sabe que agora Steve é definitivamente um problema. E já começa mentindo para Steve que irá desistir da idéia.

Ao sair dali, Tony fica pensando no que pode acontecer e ainda tenta ter alguma idéia de como invadir o lugar sem causar maiores repercussões. E acaba tendo uma idéia.Não muito longe dali na cidade de Denver, Electro, um dos grandes vilões do Homem-Aranha, está causando estragos. Guardiões da Gruta são enviados para capturá-lo, coisa que conseguem sem muitos problemas. Ao ser posto em sua cela, especialmente preparada para conter sua assinatura genética, vemos que o tal Electro nada mais é do que Rhodes disfarçado, usando uma roupa especial para simular os poderes do vilão. A revelação de que na verdade é Rhodes e não o Electro é o gancho I deste capítulo.

Com Rhodes dentro, Tony consegue entrar facilmente sem se detectado. Ou quase, já que é mostrado que Steve está seguindo-o. Boa parte dos membros da segurança local, que estão sem armadura, são neutralizado com o uso de gás. Steve percebe e providencia uma máscara para que não desmaie junto.

Porém – e esse é o ponto central – alguns guardas ainda usavam a armadura, vasculhando o local para saber quem liberou o gás e dão de cara com o Homem-de-Ferro. Naturalmente um combate começa. Tony e Rhodes fazem o que podem para enfrentá-los. O gancho II é quando vemos que Titânia e Mr. Hyde, dois dos mais perigosos vilões presos no local, percebem que há algo errado e estão espertos para ver se acontece alguma chance de fuga.

O combate continua e Tony está tendo sucesso em neutralizar os Guardiões, mas alguém aparece, salvando o oficial ao interromper o combate: Steve Rogers. Esse é o ponto de virada II.

ATO III

Steve tenta convencer o amigo de que aquilo é errado, de que Tony precisa desistir. Porém, quando a armadura danificada de um Guardião próximo a eles o impede de respirar, Steve é obrigado a ajudar o pobre homem. Assim que ajuda, Tony aproveita essa distração e paralisa Steve. Ambos trocam olhares. Tony, de vergonha, mas que precisa continuar com seu objetivo. E Steve, de reprovação. Pela primeira vez na história a amizade deles fica abalada, um preço muito caro para Tony.

Na última página ficamos sabendo que tanto Titânia como Mr. Hyde escaparam.

O objetivo deste capítulo foi mostrar até onde Tony iria em sua cruzada pessoal. E ele foi além, pois foi contra um de seus melhores amigos, sendo um dos melhores capítulos do arco e que influenciaria muitas outras histórias do personagens nas próximas décadas.

Na próxima aula damos continuidade com a quinta parte de Guerra das Armaduras. Fique esperto!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: