Pré-aulas de roteiro

Para todos que curtiram a idéia das aulas de roteiro entre as novidades dos projetos da Zap!HQ, é importante ler este post.

1 – Nas aulas não usarei apenas teorias para HQs. Apesar de que com o tempo e as aulas surgindo os motivos ficarem óbvios pelo conteúdo das mesmas, já aviso de antemão que focar apenas em técnicas de HQ é estar com uma visão fechada da coisa. Dois posts atrás já coloquei uma declaração do Mark Waid – dispensa comentários – sobre isso. Dessa maneira, falarei também de cinema, literatura, teatro, TV, entre outras mídias. As técnicas de todas essas mídias e as de HQs estão interligadas. Além do mais, cinema por exemplo, é algo bastante útil, já que é uma mídia universal.

2 – Quem quiser, sinta-se livre para uso do famoso Ctrl+C + Ctrl+V nas aulas em um único documento do Word para criar uma espécie de livro. Não tenho problemas em relação a isso. Como coloquei no post anterior, “Não passar conhecimento adiante é estagnação”.

3 – Não pulem etapas. Não é porque você não gosta de teatro, por exemplo, que não lerá sobre as técnicas voltadas para essa mídia. Isso é muito mais válido para os exercícios propostos. Se você quer aprender a escrever/roteirizar, tem que ter a noção de que lerá até seus olhos caírem e escreverá até suas mãos sangrarem. Se, por exemplo, não gosta de ler, sugiro que nem siga com as aulas.

4 – Quem quiser acompanhar, naturalmente terá alguma dúvida. Ás vezes, algumas dúvidas serão sanadas em temas de futuras aulas. Dessa forma, quando eu responder que “isso aprendemos mais tarde”, não se preocupe, a resposta não só virá como será no momento apropriado.

5 – Não apenas leiam as aulas. Leiam e compreendam. Interpretem. Entre cada aula, o que leu na aula atual, separe um tempo para meditar sobre o assunto descrito.

6 – De 100% das técnicas de roteiro, uns 95% são maleáveis. Em outras palavras, não são uma “Bíblia”, ou seja, algo que não pode ser mudado. Se não fossem maleáveis, seriam engessadas, criando sempre as mesmas histórias. Técnicas de roteiro são como um mapa. Em um mapa, você tem que sair do ponto A e chegar ao ponto B. Mas para sair do ponto A até o B há vários caminhos. Alguns são mais curtos, outros mais longos. Alguns mais difíceis e outros, mais fáceis. A escolha é totalmente sua. Lembre-se: técnicas de roteiro são como um mapa, não como uma Bíblia.

7 – Não sei o volume de pessoas que lerão as aulas. Dessa maneira, conforme o tempo permitir, posso tirar dúvidas. O que não posso é ler roteiros inteiros e dar meu parecer. Mesmo porque isso faz parte de um serviço prestado por roteiristas profissionais chamado “Script Doctoring”, onde lemos um roteiro – de qualquer mídia – e é escrito um parecer detalhado e várias sugestões de mudanças para melhorar um roteiro. E cobro por isso. E não me recrimine, pois vivo disso.

E é isso. Um abraço.

EMÍLIO BARAÇAL

Anúncios

3 Responses to Pré-aulas de roteiro

  1. andre lima says:

    incrível!!!!!

  2. Alessandro says:

    Obrigado por ter pessoas como vc neste mundo que ajudam outras.Valeu!!!

  3. Jhonne says:

    Parabéns pela iniciativa!
    O site é exatamente o que estou procurando… Educação informal é o que há!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: