PESQUISA DE MERCADO DE QUADRINHOS – RESULTADO: PARTE FINAL

Parte final do resultado da Pesquisa de Mercado de Quadrinhos.

41 – CASO LEIA, MAS NÃO COMPRE HISTÓRIAS EM QUADRINHOS DIGITAIS, ATÉ QUANTO PAGARIA CASO O FIZESSE?

42 – CASO COMPRE QUADRINHOS DIGITAIS, QUAL É SUA FORMA PREFERIDA DE PAGAMENTO?

 

43 – VOCÊ COMPRARIA A MESMA HQ TANTO NA VERSÃO IMPRESSA QUANTO NA VERSÃO DIGITAL?

44 – CASO LEIA HQS DIGITAIS, QUAL É SUA FORMA PREFERIDA DE LEITURA?

45 – CASO LEIA HQS DIGITAIS, QUAL É O MELHOR MEIO DE FAZÊ-LO?

46 – VOCÊ LERIA HQS DIGITAIS EM UMA TELEVISÃO ATRAVÉS DE UM VIDEOGAME?

47 – CASO TENHA PARADO DE LER QUADRINHOS, QUAL FOI O MOTIVO?

48 – ATÉ QUE IDADE LEU QUADRINHOS COM REGULARIDADE?

49 – SE VOCÊ TENTOU VOLTAR COM O HÁBITO, O QUE O FEZ DESISTIR DE NOVO?

50 – QUAL TIPO DE HQ VOCÊ GOSTAVA MAIS QUANDO TINHA O COSTUME DE COMPRAR?

51 – SE VOCÊ LIA SUPER-HERÓIS, QUAL É A EDITORA QUE VOCÊ MAIS GOSTAVA?

52 – QUAL É O GÊNERO DE HISTÓRIAS QUE VOCÊ MAIS GOSTAVA?

53 – SUPONDO QUE VOCÊ VOLTE A COMPRAR, ATÉ QUANTO VOCÊ GASTARIA EM UMA REVISTA MENSAL COM 4 HISTÓRIAS DE 24 PÁGINAS CADA (TOTALIZANDO 96 PÁGINAS DE HISTÓRIA)?

54 – SUPONDO QUE VOCÊ VOLTE A COMPRAR, ATÉ QUANTO VOCÊ GASTARIA EM UMA HQ ENCADERNADA?

55 – SUPONDO QUE VOCÊ VOLTE A COMPRAR, QUAL É O SEU FORMATO PREFERIDO PARA AS REVISTAS PERIÓDICAS IMPRESSAS?

56 – SUPONDO QUE VOCÊ VOLTE A COMPRAR, VOCÊ PREFERE HISTÓRIAS COM:

57 – CASO GOSTE DE HISTÓRIAS COM VÁRIOS CAPÍTULOS, QUAL É A MELHOR OPÇÃO PRA VOCÊ?

 58 – CASO LEIA SUPER-HERÓIS, ASSINALE ATÉ 5 ITENS QUE VOCÊ NÃO GOSTAS NAS HISTÓRIAS DELES

Questão de múltipla escolha, que teve múltiplas combinações. Pegando apenas as vezes que cada item aparece, eis a relação:

Megassagas intermináveis: 104 vezes

Ter que ler a revista do herói X para entender o herói Y: 88 vezes

Revistas interligadas: 93 vezes

Personagem morre e ressuscita depois de um tempo: 81 vezes

Uma megassaga depois da outra: 78 vezes

Erros de cronologia: 73 vezes

Retcon: passado remodelado de um personagem – tudo o que você sabia sobre ele não era verdade: 42 vezes

Lançar uma história em capítulos mensais para depois lançar tudo encadernado – se vai lançar tudo junto depois, por que compraria os capítulos?: 36 vezes

Ação de mais, história de menos: 35 vezes

Recontar a origem de um personagem pela milionésima vez: 33 vezes

Personagem onipresente – ele aparece em quase todas as revistas da editora (síndrome de Wolverine): 28 vezes

Realidades alternativas: 28 vezes

Capas variante e/ou especiais (laminadas, por exemplo): 17 vezes

Histórias com viagem no tempo, pois só abrem buracos nos roteiros das histórias seguintes: 10 vezes

Todas acima. Se não existissem, eu voltava a ler quadrinhos: 8 vezes

História demais, ação de menos: 4 vezes

Não sei o que são as opções acima/na minha época não tinha nada disso: 2 vezes

59 – SOBRE SUPER-HERÓIS BRASILEIROS, VOCÊ ACHA POSSÍVEL DAR CERTO?

60 – QUAL VOCÊ ACHA QUE É O MAIOR PROBLEMA PARA OS SUPER-HERÓIS NACIONAIS DAREM CERTO?

About these ads

6 Responses to PESQUISA DE MERCADO DE QUADRINHOS – RESULTADO: PARTE FINAL

  1. Diego disse:

    Ual deu tudo isso o resultado? O pessoal do Zap deve ter ficado boas horas sem durme pra fazer esse resultado!

  2. Martin disse:

    Bons roteiristas existem, mas muitos tentam seguir os moldes das HQs Americanas/Japonesas.

    Já disseram: o cliente/leitor não sabe o que quer. E é verdade.

    Se olharmos o resultado da pesquisa, dá pra perceber que o leitor quer uma história que englobe 80% dos assuntos e se resolva em 1 ou 2 edições. Depois, reclama que os personagens não são desenvolvidos e o roteirista leva a pior. E a historia em si fica perdida, tentando ser tudo e no final não é nada.

    E ainda tem que ser barata. Se for fazer encadernado (o que não dá pra fazer com duas edições de 24 pags), não pode ser mais de 10 reais, senão irrita o comprador. Mas penso eu: como é que terei um lucro pra me sustentar se eu mando fazer um encadernado na gráfica por R$10 e vendo pelo mesmo preço?

    Como autor de quadrinhos em começo de carreira, o que me chateia é o fato da profissão na maioria das vezes ser vista como hobby. Sei que isso vai da cultura do povo, mas ainda assim…

    Junte a isso o fato de que qualquer Brasileiro que pensa em ter lucro com seu trabalho se transforma automaticamente em um FDP. Isso em qualquer profissão.

    O mercado Americano de quadrinhos só aceita os heróis voadores com super poderes porque é um “universo” (por falta de palavra melhor) que teve suas raízes plantadas há mais de 50 anos, numa época em que a informação tinha um valor cultural maior e se espalhava devagar, dando tempo para ser apreciada. Sem contar o marketing feito em cima desses mesmos heróis que vão desde venda de doces até prevenção do câncer.

    Gostei da pesquisa. A ideia de uma revista de 96 págs com 24 pra cada história é boa. Acho esse um formato que pode dar certo, já que se não quiser acompanhar uma história, é só virar a folha e ir pra outra. Eu fazia isso nas revistas do Homem-Aranha em formatinho e me satisfazia como consumidor.

  3. Regina Alonso disse:

    revista mitolgias

  4. miguel rude (@miguelrude) disse:

    Pena essa galerinha achar que não se tem bons roteiristas….Estão lendo os quadrinhos nacionais ERRADOS

  5. O problema todo e arregaçar as mangas e encarar o mercado. Temos de ser mais realistas, se queres fazer quadrinhos é melhor começar a arriscar e não ficar seguindo fórmulas ou pesquisas. O público em geral não sabe o que quer até você mostrar prá ele, e quem disse isso foi Steve Jobs quando todo mundo só comprava PC com windows dentro. Eu acho que no Brasil só não tem um mercado descente de quadrinhos porque as pessoas tem medo de passar fome desenhando e ficam procurando alguém com uma solução mágica para o problema ou entram para o mercado estrangeiro. É tudo falta de coragem, precisamos é arriscar ao máximo possível sem medo de levar um tombo da vida que é coisa prá lá de normal. Se caiu, levanta, sacode a poeira e comece tudo de novo. Ces’t la vie.

  6. O problema é outro: Enquanto não se encontrar um MODELO DE NEGÓCIO que consiga suprir a DEMANDA REAL de consumo de quadrinhos no Brasil(E a pesquisa mostra a preferência quanto ao formato do produto – Ticket Médio – R$ 3,00 – 24 páginas – 1 ou 2 edições por história – formato digital e impresso) não teremos um mercado de quadrinhos nacional.

    Seguindo o resultado da pesquisa e analisando os custos que envolvem produção/gráfica/logística/marketing/impostos para uma publicação, se entre 65% e 80% do valor de capa é consumido com produção/gráfica/logística/marketing/impostos, teremos que ter um modelo de negócio onde uma editora ou um publisher obtenha lucro entre 15% e 25% do valor de capa, o que no ticket médio de R$ 3,00 seria de R$ 0,60. Para se manter uma empresa aberta e rentável, teríamos que ter uma média em vendas de no mínimo 50.000 exemplares por edição de um possível título nacional, de onde restaria R$ 30.000,00/edição. Com os custos de manutenção e gastos de uma empresa(editora ou publisher), teríamos que ter no mínimo 5 títulos vendendo uma média de 50.000 por edição para que o breakeven fosse satisfatório.

    É muita revista. Consumo direto de 250.000 revistas por cada 5 edições em um mercado insuficiente.

    Talvez com o tempo, alguma editora consiga fomentar esse modelo de negócio, mas na prática, hoje em dia com o mercado consumidor de quadrinhos é bem difícil.

    Só o Maurício de Sousa, que consegue vender somente com Turma da Mônica Jovem uma média de 400/500 mil por edição e consegue uma estrutura para tanto. E ele vende no total quase 2 milhões e meio por mês de revistas.

    Nosso problema além de boas histórias, bons personagens e bons desenhos, é termos um bom MODELO DE NEGÓCIO que seja RENTÁVEL para os quadrinhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 56 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: