Zap! HQ agora tem dois artistas de projeção internacional

O Zap! HQ, estúdio que prepara o lançamento de quatro títulos com super-heróis 100% brasileiros, anuncia dois novos nomes para a equipe criativa. Um deles é o desenhista Geraldo Borges, que possui uma longa carreira na indústria norte-americana de quadrinhos, tendo desenhado HQs da DC e da Marvel. O outro é o arte-finalista Denis DYM Freitas, que também trabalhou com a DC em uma das revistas mais tradicionais da editora, a Action Comics. No Zap, os quadrinistas serão responsáveis pelos desenhos e arte-final, respectivamente, do personagem Cosmos, um herói que contará com os roteiros de Emílio Baraçal.

“Eu sempre tive vontade de ver os grandes desenhistas brasileiros de quadrinhos de super-heróis fazendo algo nacional e não apenas fortificando cada vez mais o já estabelecido mercado americano”, explica Emílio Baraçal, que, além de roteirista de Cosmos, é o idealizador do Zap. Os últimos detalhes do título, que irá misturar o cotidiano brasileiro, cultura do nosso País e o retrospecto da ufologia , estão sendo acertados, mas Baraçal já adianta o que virá por aí. “A humanidade pode mudar. O que precisamos é de alguém para nos guiar”.

A partir de agora, Cosmos contará com desenhos de nível internacional. O artista Geraldo Borges possui uma longa lista de trabalhos no Brasil e no exterior. O primeiro foi em 1997, escrevendo e desenhando o personagem Capitão Rapadura. Com o fanzine Manicomics, Borges venceu três Troféus HQMix, o mais importante de quadrinhos no País. Em 2003, agenciado pela Impacto Studios, o artista estreou nos EUA com o personagem Darkness (Top Cow/Image), passando, em seguida, por Mulher-Maravilha, R.E.B.E.L.S. (ambos da DC) e Nova (Marvel). No último ano, o quadrinista trabalhou em Justice League – The Rise of Arsenal, que chamou a atenção da crítica e dos leitores por abordar temas mais polêmicos. Agora, terá a chance de trabalhar novamente com um super-herói brasileiro. “Conheci o Emílio e ele me explicou do que se tratava o projeto, achei interessante pela história em si, que daria um enfoque diferenciado a uma HQ nacional. Fazia um tempo que queria fazer um projeto aqui no Brasil, mas nem sempre o tempo e a oportunidade permitiam. Agora as duas coisas combinaram e embarquei nesse projeto com o Cosmos”, comenta.

Depois que o traço a lápis de Borges estiver pronto, entra em cena Denis DYM Freitas, que, com o nanquim, fará a arte-final de Cosmos. Apesar da carreira curta, DYM já vem conquistando a atenção do mercado norte-americano, sendo que, recentemente, trabalhou pela Space Goat nas histórias de backup do personagem Jimmy Olsen no gibi Action Comics, um dos mais importantes da DC. “Vamos fazer um trabalho feito por brasileiros, lançado no Brasil e nunca visto neste País. Queremos finalmente que os brasileiros acreditem que podem trabalhar com quadrinhos aqui também!”, comenta DYM.

Sobre o Zap! HQ

O Zap! HQ foi criado pelo roteirista Emílio Baraçal para desenvolver histórias em quadrinhos com foco no público jovem e jovem-adulto, misturando a nossa realidade e cultura com a temática dos super-heróis. A intenção é desenvolver um produto que, ao mesmo tempo, seja de qualidade e atrativo para o público, como também sustentável mercadologicamente. A partir deste ideal, foram desenvolvidos quatro títulos, que são o início do Universo Zap!HQ: Arkanus, Cosmos, Os Bandeirantes e Anarquia.

A intenção dos editores é lançar o Zap! HQ no mercado editorial brasileiro em 2012.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 55 outros seguidores